terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Planos e certezas.


Inicia-se o que não tem fim, portanto, não há como não ter fim algo que tenha  início, vou começar de novo...


Encontra-se o caminho, desvenda-se o mistério do que poderia ser apenas entendido como um sonho platônico,  uma possibilidade perdida... agora nada mais é que um lindo sonho aos olhos abertos e um amor só, uma junção de tudo e nada, de estar, apenas, e aprender a subverter o que não se pode compreender quando se basta sentir. 


2 comentários: